Blog

AFETOS, EMOÇÕES E SENTIMENTOS, QUAL A DIFERENÇA?

Muitas pessoas tem dificuldade em discernir e por consequência, em nomear o que as afeta, melhor dizendo, como são tocadas pelo mundo.Aquilo que nos toca também nos convoca, demanda uma […]

Continue lendo...
Saindo do isolamento…

“Queria que tudo voltasse ao normal”, “quero minha vida de volta”, “que saudade da rotina pré-pandemia”. Dificilmente você não ouviu alguém repetindo essas frases no último ano – ou já […]

Continue lendo...
Deixei pra depois, que mentirinhas ando me contando?

Quem nunca deixou pra depois uma obrigação que tinha que fazer? Confesso que luto contra esse hábito de esticar os prazos, deixando de lado o que é mais complicado e […]

Continue lendo...
“Atraverssiamo”

Há dias dialogando com uma paciente me veio à mente a linda palavra italiana ATRAVERSSIAMO, foi como se tivesse voltado às páginas do livro “Comer, rezar e amar” de Elizabeth […]

Continue lendo...
Arte .com

A tecnologia está intrinsecamente ligada à nossa sociedade e enquanto sua evolução representa um marco profundo em nossa História, a forma como a utilizamos gera benefícios e desafios. Eu sempre […]

Continue lendo...
Você pode, ou você QUER?

Começarei por um exemplo meu: adoro um bom sofá, posso ficar sentada assistindo TV horas a fio, lendo um livro, comendo guloseimas… posso fazer isso pra sempre, claro que posso! […]

Continue lendo...
Como anda sua saúde mental?

Foi lá na década de 1990 que tive uma revelação, EU NÃO RESPIRAVA! Como assim? Pois é, a vida de todos dá muitas voltas e, naquele momento, eu completava mais […]

Continue lendo...
O corpo que temos que ser…

Meu corpo é o caminho trilhado por um modo de ser que é só meu, com minhas narrativas, meu jeito de movimentar, meus gestos, meu tom de voz, meu humor. […]

Continue lendo...
Sobre a Arte…

“Queria entender do medo e da coragem, e da gã que empurra a gente para fazer tantos atos, dar corpo ao suceder. O que induz a gente para más ações […]

Continue lendo...
Por que empilhar pedrinhas?

Há muito tempo, quando fui para a China pela primeira vez com uma amiga para estudar a mãe de todas as massagens terapêuticas, An Mo, ela havia lido o livro, […]

Continue lendo...